Home » Vida de Mãe » O meu menino de hoje, será o homem de amanhã

O meu menino de hoje, será o homem de amanhã

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O meu menino de hoje, será o homem de amanhã

mãe de menino

Esse mês meu filho completa 5 anos, e eu tenho pensado muito sobre as coisas que eu aprendi com ele. Ele é meu primogênito, sou mãe de casal. Também tenho pensado muito nas coisas que venho ensinando exclusivamente para ele.

O meu menino de hoje, será o homem de amanhã. E que tipo de homem eu gostaria que ele fosse?

É claro, nós mães não podemos “moldar” os nossos filhos, mas devemos guiá-los, e eu quero guiá-lo da melhor maneira para que no futuro ele seja um homem respeitador, educado, um homem contrário de muitos que eu infelizmente tive o desprazer de conhecer.

Quando conversei sobre isso com um pai que eu conheço, ele foi de contra 90% de tudo o que eu falei e segundo ele, esse tipo de pensamento é “criar uma menina”, pois “homem que é homem” não é assim.

Homem que é homem buzina para mulheres na rua. Homem que é homem pode até tocar nas mulheres desconhecidas. Homem que é homem pode chamar de “gostosa” e a mulher precisa gostar, pois é um elogio. Homem que é homem tem uma esposa, mas outras na rua. Homem que é homem… zZZzzzZZ.

Eu já passei por muita situação desconfortável, em uma delas eu estava indo para academia e um motoqueiro simplesmente passou a mão em mim e falou coisas nojentas. Fiquei sem reação na hora. Outra vez fui no centro da cidade e um “senhor” de no mínimo 70 anos ficou falando várias coisas safadas, na época eu tinha uns 15. Já cheguei em casa chorando após um homem me seguir e querer me obrigar a entrar no carro dele enquanto eu voltava da escola. Já levei um tapa no rosto simplesmente por não querer ficar com um cara em um show.

Por favor, não diga que é por “andar sozinha”, pois como eu citei, esse tipo de situação acontece desde que eu vou para ESCOLA, já aconteceu em hospital também e em muitos casos EU NÃO ESTAVA SOZINHA. Já aconteceram tantas, tantas coisas comigo que não caberia nesse texto. E sabe? Segundo esse tipo de homem babaca (como o pai que eu citei) isso é se vitimizar, é se fazer de coitadinha. Eu definitivamente NÃO QUERO criar meu filho desse jeito. Isso não é ser homem para mim, não mesmo. Muitas e muitas amigas minha já passaram por situações parecidas e até piores. Como mãe, me vejo na obrigação de criar alguém diferente desse tipo de “homem”.

Beijar a força não é coisa de homem. Assédio não é coisa de homem. É crime, CRIME. Eu conheço muitas mulheres que já passaram por coisas horríveis, mas não conheço uma que diga: Ah, eu gostei, não é nada de anormal, pois ele é homem.

Vou me esforçar para que no futuro meu filho trate as mulheres como eu gostaria de ser tratada. Vou me esforçar para que ele seja um bom homem, um bom marido, uma boa pessoa. Sinto que nós, mães de meninos temos que pensar nos pequenos detalhes desde o começo, para que no futuro nossos meninos se tornem grandes homens.

O meu filho me ensina muito, muito mesmo. Não adianta reclamar dos homens e criar um igual. Nós podemos fazer a diferença, nós devemos. Esse não é um “texto alienador”, cada mãe cria seu filho da forma que achar melhor. É um pensamento meu, e algo que deixo para vocês refletirem.

Abraços, Thaisa.

Comentários

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Sobre Thaisa Barros

Thaisa Barros, Recifense, criadora da Super mamães, mãe do Vinícius e da Alice, esposa do Rafael.

Verificar também

A festinha da Alice

Compartilhamentos Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.Antes da festa: Nunca mais vou …

imagem de amigos felizes

Depois da maternidade existem dois tipos de amigos

Compartilhamentos Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.“Depois da maternidade existem dois tipo …

Um terror chamado: Lista de convidados

Compartilhamentos Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.Um terror chamado: Lista de convidados. …

Send this to friend

Powered by themekiller.com