Home » Uncategorized » As mães que passaram por uma cesárea

As mães que passaram por uma cesárea

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Quando o assunto é parto, é polêmica certa. Fico impressionada o quanto algumas pessoas precisam diminuir outras, para se sentirem maiores e melhores. Após vários pedidos, resolvi falar minha opinião sobre as mães que passaram por uma cesárea.

cesárea

Convivo com várias gestantes, e muitas vezes ouço a frase “quero um parto normal” logo no início, mas muitas vezes não acontece bem assim. Conheci uma que se preparou a gravidez inteira para um parto humanizado domiciliar, mas precisou de uma cesárea no final. Ela não gostou da ideia, mas não pensou duas vezes em aceitar a cirurgia, pois os batimentos do seu bebê estavam caindo muito, e ela precisava de uma cesárea naquele momento. Ela foi se operar, mas ficou com essa culpa por muito tempo.

O que ela pensou: Eu fracassei. O que eu pensei: Você foi corajosa! Lutou contra a morte e deu vida para seu filho. Você precisou de um cirurgião para trazê-lo ao mundo, mas o mérito de ser mãe continua sendo seu, pois “ser mãe” não se define na via de nascimento, se define nas atitudes, no carinho, na doação, no amor. E tudo isso meu bem, você faz de sobra. 

Não é incomum encontrar mulheres com histórias parecidas, ou culpa parecida, afinal, julgar alguém através de um computador se tornou rotina pra muita gente.

Eu passei por uma cesárea com meu primeiro filho e não foi uma boa experiência, mas passei por pensar que estaria salvando sua vida e passaria novamente se fosse necessário. Sempre ouvi que cesárea não dói, a cesárea doeu e muito quando o efeito da anestesia passou, fora isso ficaram danos psicológicos que quase evoluíram para uma depressão pós-parto. Eu não sabia como a cirurgia funcionava, me surpreendi quando me amarraram, me surpreendi quando fiquei sozinha por horas, ou quando enfim estava com meu filho, mas não podia me mexer ou ficar com ele no colo. As primeiras semanas foram doloridas, eu não conseguia cuidar dele, por isso quase entrei em depressão pós-parto. E sabe o que eu tive que ouvir? Que nunca saberia o que é ser mãe, pois não tinha passado por um parto normal. Fui chamada de fraca, de covarde e me senti assim por um tempo, até ter consciência de tudo que passei e saber que a culpa não foi minha, e que sim, eu não senti as dores de um parto normal, mas a maternidade não se resume em dores.

Não estou querendo falar nesse texto sobre o melhor tipo de parto. Nós sabemos que a melhor opção normalmente é o parto normal, pois a cesárea por ser uma cirurgia tem mais riscos para mãe e bebê, mas quando a gestante precisa de uma cesárea, obviamente a cirurgia passa a ser sua melhor opção. Cada gestante é única, e cada caso precisa ser avaliado individualmente para que mãe e bebê fiquem bem.

O que eu sempre digo é: Se informem. Busquem referências do seu GO, busquem referências da equipe que vai te acompanhar, tenham em mente os riscos reais de uma cesariana e de um parto normal, procurem ajuda com bases científicas e reais, pois nem tudo que ouvimos é verdade. Eu por exemplo, passei pela cesárea do meu filho, mas a mesma não foi necessária, e eu só soube disso na segunda gravidez (onde tive um parto humanizado domiciliar, mas essa é outra história), enfim…

Eu respeito as mães que adotaram, as mães que se operaram, as mães que pariram, eu respeito as mães e tenho consciência que ninguém é mais ou menos que ninguém por conta de via de nascimento.

Para mim, mãe é MÃE e tentar diminuir alguém por conta de via de nascimento é ignorância e falta de respeito. O que eu disse para aquela mãe, eu digo para vocês: 

Você foi corajosa! Lutou contra a morte e deu vida para seu filho. Você precisou de um cirurgião para trazê-lo ao mundo, mas o mérito de ser mãe continua sendo seu, pois “ser mãe” não se define na via de nascimento, se define nas atitudes, no carinho, na doação, no amor…” 

 

Comentários

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Sobre Thaisa Barros

Thaisa Barros, Recifense, criadora da Super mamães, mãe do Vinícius e da Alice, esposa do Rafael.

Verificar também

O meu menino de hoje, será o homem de amanhã

Compartilhamentos Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.O meu menino de hoje, será …

A festinha da Alice

Compartilhamentos Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.Antes da festa: Nunca mais vou …

imagem de amigos felizes

Depois da maternidade existem dois tipos de amigos

Compartilhamentos Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.“Depois da maternidade existem dois tipo …

Deixe uma resposta

Or

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Send this to friend

Powered by themekiller.com